Menina Veneno


ritchie, menina veneno

Letra e Música Ritchie

Meia noite no meu quarto
Ela vai subir
Ouço passos na escada
Vejo a porta abrir
Um abajur cor de carne
Um lençol azul
Cortinas de seda
O seu corpo nu

Menina Veneno
O mundo é pequeno
Demais pra nós dois
Em toda cama que eu durmo
Só dá você, só dá você
Só dá você!
Yeh! Yeh! Yeh! Yeh!

Seus olhos verdes
No espelho
Brilham para mim
Seu corpo inteiro
É um prazer
Do princípio ao sim

Sozinho no meu quarto
Eu acordo sem você
Fico falando pras paredes
Até anoitecer

Menina Veneno
Você tem um jeito
Sereno de ser
E toda noite
No meu quarto
Vem me entorpecer
Me entorpecer!
Me entorpecer!
Yeh! Yeh! Yeh! Yeh!

Menina Veneno
O mundo é pequeno
Demais pra nós dois
Em toda cama que eu durmo
Só dá você, só dá você
Só dá você!
Yeh! Yeh! Yeh! Yeh!

Meia noite no meu quarto
Ela vai surgir
Eu ouço passos na escada
Eu vejo a porta abrir

Você vem não sei de onde
Eu sei, vem me amar
Eu nem sei qual o seu nome
Mas nem preciso chamar

Menina veneno
Você tem um jeito
Sereno de ser
E toda noite
No meu quarto
Vem me entorpecer
Me entorpecer!
Me entorpecer!
Yeh! Yeh! Yeh! Yeh!

Menina Veneno
Menina Veneno
Yeh! Yeh!
Menina Veneno
Menina Veneno
Yeh! Yeh!

Mi Niña Veneno


ritchie, mi niña veneno

Letra y Música Ritchie

Medianoche y en mi cuarto, ella va a subir.
Oigo sus pasos acercando, veo la puerta abrir.
Media luz color carne, y sabanas de azul.
Cortinas de seda, y finalmente tu.

Mi niña veneno, el mundo es pequeño para los dos,
y con la cama que duermo, te vuelvo a ver, te vuelvo a ver,
Te vuelvo a ver, yeah, yeah, yeah, yeah.

Sus ojos verdes en mi espejo, brillan para mi.
Su cuerpo entero es un placer, del principio al sin.
Y, solo, en mi cuarto, yo despierto sin voce',
Me veo hablando con paredes, hasta anochecer.

Mi niña veneno, tu tienes un modo sereno de ser,
y cada noche y en mi cuarto, vienes me entorpece, me entorpece,
Me entorpece, yeah, yeah, yeah, yeah.

mi niña veneno el mundo es pequeño para los dos
y toda cama q duermo te vuelvo a ver te vuelvo a ver yeeh yeah yeah
Medianoche y en mi cuarto, ella va a subir.
Oigo sus pasos acercando Veo la puerta abrir.
Y ella conoce de donde tu vienes para amar,
no se ni cual es tu nombre, ni necesito llamar.

Mi Niña Veneno, Mi Niña Veneno